Pesquisar este blog

Traduções

Visitas


Counter

Quem Sou Eu: Fabrício Siqueira

Minha foto
Nascido na cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no norte do estado do Rio de Janeiro. Biólogo, Astrônomo amador e autodidata em diversas áreas de conhecimento.

Email:

  • Meu email: phoenixfabricio07@gmail.com

Parceiros

Parceria



Notas do Autor

* O conteúdo dos textos postados nesta página estará sempre sujeito à revisões visando possíveis atualizações a respeito de cada tema postado. Modificações nos textos poderão também ocorrer caso haja a necessidade de corrigir erros que porventura possam estar contidos nas informações aqui publicadas.

* Caso o leitor queira tirar dúvidas ou queira maiores esclarescimentos em relação ao conteúdo das postagens, o espaço de comentários poderá ser utilizado também para este fim .

* Este Blog foi criado visando atingir um público leigo e mediano no que se refere ao conhecimento científico-filosófico e, portanto, informações complexas e detalhadas a respeito de cada tema estão além do escopo desta página. Ao final de muitas postagens são citadas referências e outras fontes para aqueles que buscam um maior aprofundamento em relação ao assunto que está sendo abordado.

* Certas imagens ou vídeos postados nesta página da web poderão conter elementos fortes e inapropriados para algumas pessoas.

28 de ago de 2009

Olhe Bem Essas Imagens!

Prestem bem atenção nas seguintes imagens:








Perguntas: O que representa essas imagens? Fetos abortados? Bebês que , por alguma anomalia durante o desenvolvimento embrionário, nasceram com tamanho minúsculo? NADA DISSO! Esses bebês são nada mais nada menos do que doces de festa em forma de bebês feitos basicamente de açúcar!!!!

[ ]´s

25 de ago de 2009

Influenza A (H1N1) e Gripe Suína

Nos últimos meses tivemos a oportunidade de presenciar o impacto causado nas populações devido ao surto de gripe suína provocado pelo vírus Influenza A (H1N1), com significativos números de casos e de mortes registradas. Através dessa postagem gostaria de falar um pouco mais sobre algumas peculiaridades do vírus H1N1, e sobre a gripe suína ressaltando também informações que julgo ser importantes sobre a transmissão e disseminassão da doença.


O Vírus Influenza A, é uma vírus de grande notoriedade em termos de saúde mundial, visto ser o responsável por várias pandemias no século passado . Assim não estamos lidando com um vírus novo, mas sim com uma VARIEDADE de um vírus já existente e que afetou também a população em outras épocas de nossa história. É importante entender o vírus, seus mecanismos de patogenicidade, de trasmissão, medidas preventivas e sobre o a sua terapêutica, para um melhor controle da enfermidade por ele causada.

O H1N1 pertence à família Orthomyxoviridae, e o "H" e o "N" de sua sigla significa Hemaglutinina e Neuraminidase respectivamente. Duas proteínas virais críticas na sua patogenia, sendo a primeira relacionada com o reconhecimento e invasão das células hospedeiras, e a segunda, com a liberação de novos vírus a partir de células infectadas. O vírus de origem suína vêem sendo detectado em diversos países, e sua disseminação resultando em um considerável número de infecções e, em controvérsias a respeito de sua taxa de mortalidade em relação aos surtos de gripe sazonal. Um Famoso e bem documentado exemplo de uma pandemia provocada pelo H1N1, foi a Gripe Espanhola de 1918, que matou cerca de 50 milhões de pessoas em todo mundo.

Com base em dados epidemiológicos, a doença respiratória provocada pelo vírus de origem suína tem início na cidade mexicana de La Gloria, Veracruz, em meados de Fevereiro de 2009. Em 21 de maio já haviam 41 países afetados, contando 11.034 casos, incluindo 85 mortes, com a maioria dos casos fora do México atribuída a pessoas que viajavam a partir deste país e que transmitiam o vírus para outras pessoas. A maior parte dos casos da doença era branda, sem a necessidade de internações. Mas as autoridades de saúde já se preparavam para uma potencial emergência de variantes do vírus nos meses que se seguiriam, visto corresponder ao inverno nos países do hemisfério sul. O H1N1 é um Vírus com a patogenicidade inferior ao vírus H5N1 (Causador da Gripe aviária). Sua proteína hemaglutinina exerce uma função crítica na sua patogenicidade, devido ao fato de ser responsável pela ligação do vírus com a célula hospedeira (em geral suas células hospedeiras fazem parte do epitélio da traquéia humana) e a sua subsequente invasão. Em seguida o vírus libera seu material genético (RNA) no citoplasma, que depois é transportado para o núcleo, onde ocorre a sua transcrição em RNA mensageiro que, no citoplasma, atua como um molde para síntese das proteínas virais precoces. As proteínas virais precoces são requeridas para a replicação do RNA viral e uma nova transcrição em RNA mensageiro (desta vez para a síntese de proteínas virais tardias), assim , elas ganham entrada no núcleo da célula. As proteínas tardias sintetizadas depois que o segundo RNA mensageiro chega ao citoplasma, facilitam a exportação dos novos RNAs virais a partir do núcleo. Assim novos vírus são montados e liberados da célula e prontos para invadirem novas células. O esquema do ciclo viral é mostrado na figura abaixo:





(principalmente pela internet)O vírus além de poder ser transmitido de suínos para humanos também pode ser disseminado pelos humanos entre si, o que acabou levando a uma preucupação a respeito de uma pandemia. A gripe suína fatalmente vitimou pessoas em diversos lugares do Brasil, porém vejo que muitas informações incorretas, exageradas e até mesmo brincadeiras de mal gosto visando aumentar o pânico da população foram divulgadas pelos nossos modernos meios de comunicação. Desfecho essa postagem com o texto do Dr. Nélio Artiles Freitas (infectologista e diretor da Faculdade de Medicina de Campos ), entitulado " A Epidemia da Desinformação":

"
Vivenciamos um momento de grande apreensão em nosso planeta. De repente uma nova doença vinda de porco ameaça a população mundial. Seria o anunciado fim dos tempos? Existe uma tendência dos humanos de sempre imaginar ou prever o pior em qualquer situação nova. Pra piorar o contexto do medo e da insegurança do novo, numerosos especialistas em especulação e oportunistas lançam toneladas de informações desencontradas e sem nenhum embasamento científico em todo tipo de mídia, principalmente na rede mundial da internet. Na verdade, esta não é uma doença nova. Hipócrates, o pai da Medicina, no século V antes de Cristo, relatou casos de uma doença respiratória que, em algumas semanas, matou muitas pessoas. O primeiro registro de pandemia de gripe ocorreu em 1889, com a morte de cerca de 300 mil pessoas.

Já em 1918 a grande pandemia da Gripe Espanhola infectou 50% da população mundial e vitimou mais de 40 milhões de pessoas, sendo que no Brasil cerca de 65% da população foi infectada com mais de 35 mil mortes registradas. Depois veio a gripe asiática e a de Hong Kong e, recentemente, a gripe aviária. Porém anualmente enfrentamos epidemias da gripe sazonal que sempre foram subnotificadas e principalmente pouco valorizadas. A mortalidade anual pela gripe sazonal atinge milhares de pessoas em todo o planeta principalmente entre idosos, crianças, portadores de doenças respiratórias, gestantes e outras condições que levam a uma baixa defesa imunológica, sendo que nunca foi motivo de mídia ou de preocupações. Mais recentemente, vários países instituíram a vacinação contra o vírus influenza com o intuito de reduzir os números de internações e mortes pela gripe entre idosos, o que demonstrou ser efetivo.

Mas o que tem de diferença real entre esta gripe suína, a gripe sazonal e as pandemias anteriores? Sabemos que é o mesmo vírus influenza, com diferenças apenas de algumas proteínas, mas com comportamentos semelhantes. As formas de transmissão, os sintomas e o grau de adoecimento são semelhantes. Mas algo tem nos chamado a atenção. A sua letalidade (mortalidade por grupos de pessoas com a doença) aparenta ser menor que todas as anteriores. Quando milhares de pessoas morreram ano passado (4 a 5 mil) pela gripe sazonal no Brasil, as atenções não estavam voltadas para o vírus influenza, mas este ano cada morte é alardeada de uma forma bem barulhenta. Em números absolutos, até 6 de agosto haviam sido registradas cerca de 1.500 mortes em todos os continentes. No Brasil, 384 segundo a última atualização.

Sinto-me na obrigação de chamar a sua atenção para o real posicionamento sobre esta gripe em nosso meio. O H1N1 irá continuar entre nós por muito tempo e não vão ser feriados escolares ou fugas da cidade que irão impedir que 30 a 40% de nossa população seja infectada, como nos conta seu perfil histórico. Outra informação importante é que mais de 95% das pessoas infectadas por este vírus irão melhorar espontaneamente, sem medicação, e os 5% restantes poderão complicar e deverão ser tratadas e acompanhadas pelos médicos. Em pandemias a faixa etária dos jovens é a mais acometida e por isto estamos vendo mais gestantes com formas graves, pois apresentam fatores de risco. Como então evitar pegar esta gripe? Primeiro saber que o vírus fica vivo por alguns dias em superfícies, assim como nas mãos das pessoas e em roupas. Logo, a higienização das mãos é, sem dúvida, a forma mais importante de prevenir esta doença. A transmissão respiratória só ocorre em contatos íntimos ou quando alguém, a um metro de distância de você, solta gotículas em tosses ou espirros. Então o uso de máscaras só tem valor para os profissionais de saúde que irão examinar estes pacientes. Ou nas próprias pessoas que estão tossindo que, por uma questão de cidadania, deveriam usar máscaras comuns (cirúrgicas) para não disseminar o vírus em superfícies. O vírus não pula, não voa e nem fica no ar em suspensão.

A principal forma de prevenir esta doença é lembrar que nossas mãos são os grandes disseminadores do vírus e não o ar. A gripe H1N1 predomina entre nós, pois representa 75% das gripes que nos rodeiam no momento, de acordo com o Ministério da Saúde. Logo, sem pânico, vamos enfrentá-la com sobriedade e responsabilidade. Qualquer gripe é perigosa (sempre foi) e temos que nos preparar para enfrentar esta e as outras que inevitavelmente aparecerão em nosso meio. Vamos viver uma vida responsável, cuidando de nossa saúde, do nosso corpo com uma boa alimentação, hidratação e uma regular atividade física aeróbica, associada ao reforço muscular e de alongamento. Se já está com gripe neste momento, não se assuste. Há 99% de chance de você melhorar sem nenhuma medicação.

Mas caso esteja se sentindo mal, principalmente com falta de ar, febre alta e tosse, procure seu médico e evite ir a um pronto-atendimento hospitalar, pois as informações acima poucas pessoas têm e lotam os hospitais desnecessariamente. O seu médico irá avaliar se precisa ou não de algum remédio. Precisamos voltar a nos preocupar com outras doenças que continuam a matar muito mais que a gripe como doenças cardiovasculares, acidentes de trânsito, neoplasias, desnutrição, diarréias em crianças, doenças pneumocócicas em crianças, entre muitas outras. Precisamos voltar a nos preocupar com a corrupção e a irresponsabilidade dos muitos governantes que comandam o destino deste país. Vamos nos cuidar, brasileiros.
"

Referências:

- Gabriele Neumann, Takeshi Noda & Yoshihiro Kawaoka. Emergence and pandemic potential of swine-origin H1N1 influenza virus. Nature 459, 931-939 (2009).

- Christophe Fraser, et al. Pandemic Potential of a Strain of
Influenza A (H1N1): Early Findings. Science 324, 1557-1561 (2009).

[ ]´s

24 de ago de 2009

Exponha as suas Idéias!!!


"As palavras são pequenas formas no maravilhoso caos que é o mundo; formas que focalizam e prendem idéias, que afiam os pensamentos, que conseguem pintar aquarelas de percepção."
(Diane Ackerman)

Quando ando pelas ruas; quando estou a caminho para o trabalho; quando estou viajando ou mesmo quando estou sentado em uma mesa de barzinho, tenho o costume (alguns poderiam até achar que é um péssimo costume, mas....) de observar pessoas. Pessoas que sorriem , que choram, que batalham pelo sustento, estudantes nas faculdades, crianças brincando, casais de mãos dadas. Enfim, no bom sentido, sou um ser humano que se interessa em conhecer mais a respeito de outros seres humanos. Fico sempre a me perguntar: O que todas essas pessoas pensam a respeito da vida? Do mundo em que vivem? O que carregam consigo em suas bagagens de conhecimento? Qual seria a opinião delas sobre família, drogas, sexualidade, política, sobre o amor, etc...

Observo que muitas pessoas não gostam de falar o que pensam, não sei se por medo de algum tipo de rejeição ou algum outro motivo qualquer. Embora eu respeite aqueles que não gostem de expor as idéias, fico a imaginar quantas potencialidades podemos ter no meio das mutidões, escondidas no anonimato. Quanta energia que poderia ser gasta em pensamentos, palavras e ações. Será que existe realmente um risco de cunho íntimo para o indivíduo em expor o que pensa? Talvez pensasse do seguinte modo: "Guardo as minhas idéias para mim, e não me arrisco a ser zombado, rejeitado ou ter o meu orgulho ferido por não concordarem com a minha opinião." Por outro lado poderia também pensar: " Exponho o que penso e sinto, sem medo, pois as pessoas que por mim tenham simpatia, devem me aceitar como sou e aceitar o fato de que os homens possuem opiniões diversificadas. Expondo a minha opinião e sabendo ouvir o que as outras pessoas tem a me dizer sobre ela talvez possa ser importante para que eu possa estar em constantes aprendizados, para que eu possa rever as minhas mesmas opiniões ou até mesmo reformular ou desenvolver outras.

Eu costumava ser do tipo tímido, do tipo que tinha medo a respeito de como as outras pessoas reagiriam ao me ouvir. Mas através dos encontros e desencontros da vida, resolvi optar pela segunda linha de pensamento exposta no parágrafo anterior. Além disso gosto muito de incentivar as pessoas a dizer o que pensam, pois tenho a certeza de que existe muita gente interessada em ouvir, e, seguramente eu me incluo nesse meio. O ponto de vista das pessoas muitas vezes escondem textos , frases e, talvez até poemas, que juntos nos encorajariam a exercitar o nosso próprio pensamento em reflexões.

Na atualidade, vivemos em uma era onde as informações podem ser rapidamente trasmitidas em escala global. A internet nos possibilita isso! As comunidades e fóruns virtuais nos dão a oportunidades de interagir com outras pessoas e debater a respeito de uma grande variedade de temas. Podemos também escrever páginas de blogs com interessantes conteúdos. Sabemos que embora existam os que agem de má fé tanto no mundo virtual quanto no não-virtual, há também muita gente que quer aprender e ensinar, muita gente interessada no conhecimento e por fim , muita gente interessada no que você tem a dizer. Portanto: Exponha as suas idéias!!!!

[ ] ’ s

Você Sabia? (Curiosidades Blogásticas II)

1- Muitos já devem ter visto pela TV ou ouvido falar de um mamífero comumente encontrado nas águas australianas, que, possui um bico semelhante a de um pato, patas palmadas, adaptadas ao deslocamento no ambiente aquático e que põe ovos(!!!???), conhecido como ornitorrinco (Ornithorhynchus anatinus). Além de ser estranho o fato de ser um mamífero que põe ovos (juntamente com os équidnas, estes, membros da família Tachyglossidae), há um outro fato curioso sobre o ornintorrinco: Os machos da espécie possui um aguilhão associado a uma glândula secretora de veneno nas suas patas trazeiras. O veneno pode não ser fatal, porém, o azar de ter a pele perfurada por um ornitorrinco pode ser uma experiência bastante dolorosa!


2- Se acham estranho um mamífero venenoso, conseguem imaginar pássaros venenosos ? Não? Então digam olá às pequenas aves do gênero Pitohui, nativas da Nova Guiné. A pele e as penas de algumas espécies desse gênero, são dotadas de uma neurotoxina, conhecida como batracotoxina, que lhes conferem proteção contra parasitas externos e contra alguns predadores. Um detalhe interessante é que esses pássaros não produzem essas toxinas por si mesmos, eles as acumulam através do consumo de besouros do gênero Choresine, que seriam os verdadeiros produtores da substância. Pouco ainda é sabido a respeito dessas aves, mas nativos da Nova Guiné as consideram "impróprias para o consumo"...


3-Você sabe quais foram os pioneiros no uso do papel? As Vespas!!! Aliás, a "inspiração" para a confecção do papel por humanos foi a observação desses insetos na contrução dos seus ninhos (atribuída a T'sai Lun, na China, no ano de 105 D.C).As vespas trabalhavam através da coleta e mastigação de material vegetal, como pedaços de casca de árvores e folhas, que eram prensadas e misturadas com a saliva formando uma pasta que dava origem a um material resistente, semelhante a um papelão. Os chineses então passaram a produzir o papel e mantiveram os métodos dessa produção em segredo por aproximadamente 600 anos .


4- Você sabia que a Máquina de escrever no Brasil (pois outros dispositivos para a escrita mecânica já haviam surgido em outros países)foi inventada por um padre chamado Francisco João de Azevedo ? O padre, que possuia também conhecimentos de matemática e de mecânica expôs o protótipo de sua máquina em Pernambuco, ganhando medalha de ouro em presença do Imperador Pedro II, no ano de 1861 e expôs também no Rio de Janeiro.


5- Curiosidades sobre as estrelas: Estima-se que hajam 200 bilhões delas na nossa galáxia, a Via Láctea. As estrelas, por si, não piscam. Nós as vemos piscando devido a efeitos da atmosfera terrestre que influenciam a imagem da luz emitida por elas que chega aos nossos olhos. A densidade de uma estrela anã é tão grande, que apenas uma pequenina fração de seu material com tamanho suficiente para caber em uma colher, poderia pesar mais de uma tonelada. A estrela mais próxima de Terra depois do nosso Sol, a Alpha centauri, se encontra a uma distância aproximada de 4,5 anos-luz de nós (lembrando que a velocidade da luz é de aproximadamente 300.000 Km/seg. e que 1 ano luz corresponde à distância percorrida por ela em 1 ano, que é cerca de 9,46 trilhões de quilômetros.)


6- Qual seria a forma de vida mais resistente à radiações e outras condições inóspitas? A Bactéria extremófila Deinococcus radiodurans é capaz de suportar 3000 vezes mais radiação do que qualquer ser humano. A explicação para tamanha resistência estaria no modo pelo qual o seu DNA está estruturado, permitindo grande faclidade no reparo por mecanismos intrínsecos, caso seja danificado por radiaçôes ou outros estresses externos.


Breve voltaremos com mais curiosidades!!

[ ] ’ s

19 de ago de 2009

Sucesso Profissional!

Recebi de um amigo por email, um texto que representa um discurso proferido em uma cerimônia de formatura, que considerei como sendo uma boa fonte de reflexão em relação ao futuro profissional das pessoas. Gostaria de compartilhar esse texto (que coloquei de forma um pouco mais resumida em relação ao texto original) com os leitores desse blog:

"Dizem que conselho só se dá a quem pede. E, se vocês me convidaram para paraninfo, sou tentado a acreditar que tenho sua licença para dar alguns. Portanto, apesar da minha pouca autoridade para dar conselhos a quem quer que seja, aqui vão alguns, que julgo valiosos.

Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência. Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha. Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro. E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar.E tudo que fica pronto na vida foi construído antes, na alma. A propósito disso, lembro-me uma passagem extraordinária, que descreve o diálogo entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar daqueles leprosos, disse: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo." E ela responde: "Eu também não, meu filho".

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar em realizar tem trazido mais fortuna do que pensar em fortuna. Meu segundo conselho: pense no seu País. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si. Afinal é difícil viver numa nação onde a maioria morre de fome e a minoria morre de medo. O caos político gera uma queda de padrão de vida generalizada. Os pobres vivem como bichos, e uma elite brega, sem cultura e sem refinamento, não chega viver como homens. Roubam, mas vivem uma vida digna de Odorico Paraguassu. Que era ficção, mas hoje é realidade, na pessoa de Geraldo Bulhões, Denilma e Rosângela, sua concubina.

É preferível o erro à omissão. O fracasso, ao tédio. O escândalo, ao vazio. Porque já vi grandes livros e filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso. Colabore com seu biógrafo. Faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido. Tendo consciência de que, cada homem foi feito para fazer história. Que todo homem é um milagre e traz em si uma revolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro.

Você foi criado, para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, e caminhar sempre, com um saco de interrogações na mão e uma caixa de possibilidades na outra. Não use Rider, não dê férias a seus pés. Não sente-se e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: eu não disse!, eu sabia!

Toda família tem um tio batalhador e bem de vida. E, durante o almoço de domingo, tem que agüentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo que ele faria, se fizesse alguma coisa. Chega dos poetas não publicados. Empresários de mesa de bar. Pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta de noite, todo sábado e domingo, mas que na segunda não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansear, não sabem perder a pose, porque não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar. Eu digo: trabalhem, trabalhem, trabalhem. De 8 às 12, de 12 às 8 e mais se for preciso. Trabalho não mata. Ocupa o tempo. Evita o ócio.

O Brasil, este país de malandros e espertos, da vantagem em tudo, tem muito que aprender com aqueles trouxas dos japoneses. Porque aqueles trouxas japoneses que trabalham de sol a sol construíram, em menos de 50 anos, a 2ª maior megapotência do planeta.Enquanto nós, os espertos, construímos uma das maiores impotências do trabalho. Trabalhe! Muitos de seus colegas dirão que você está perdendo sua vida, porque você vai trabalhar enquanto eles veraneiam. Porque você vai trabalhar, enquanto eles vão ao mesmo bar da semana anterior, conversar as mesmas conversas, mas o tempo, que é mesmo o senhor da razão, vai bendizer o fruto do seu esforço, e só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão. E isso se chama sucesso"

(Discurso do publicitário Nizan Guanaes na formatura da FAAP)


[ ]´s

13 de ago de 2009

A Evolução dos Telescópios


Os telescópios são instrumentos que revolucionaram a maneira pela qual olhamos para o céu e grande parte de nossas descobertas a respeito do espaço e sobre os corpos celestes mais longínquos foi possível graças a sua criação e o seu aperfeiçoamento, desde o modelo mais simples utilizado por Galileu Galilei no século XVII até os mais modernos radiotelescópios e telescópios espaciais. Exibiremos a seguir, imagens e descrições dos telescópios que foram de fundamental importância para as descobertas na astronomia:



1- Telescópio de Galileu: Um modelo simples, consisitindo de duas lentes nas etremidades de dois tubos onde um desliza dentro do outro (Telescópio refrator). O instrumento foi usado pela primeira vez em observações da Lua, principalmente nas sombras de montanhas e bordas de crateras; permitiu a descoberta das manchas solares; as quatro maiores luas de Júpiter (Io, Europa, Ganimedes e Calisto ),conhecidas como luas galileanas, em sua homenagem.




2-Telescópio de Newton: O exemplar construído por Isaac newton, diferente do de Galileu, utilizava um espelho para captar e focalizar a luz incidente (Telescópio refletor) e possuiavantagens em relação ao telescópio refrator, devido ao último sofrer efeitos de distorção de imagens. Atualmente os telescópios de grande porte são do tipo refletores.



3- Telescópio de Herschel: Possuia 12 metros de comprimento e através dele foi possível a descoberta de dois satélites naturais de Saturno ( Encélado e Mimas) , e os dois maiore satélites de Urano (Titânia e Oberon).




4- Telescópio Hooker: Inaugurado em 1917, foi utilizado por Edwin Hubble para reunir os indícios de que o Universo se encontrava ( e se encontra) em expansão.



5- Antena de Rádio de Karl Jansky: Construida para monitorar ondas curtas de rádio, acabou registrando ondas que vinham do dentro da Via Láctea. Representava o início da Radioastronomia.



6- Telescópio Hale do Observatório Palomar (Sul de Los Angeles): Levou 20 anos para ser construído e foi um instrumento fundamental no estudo dos Quasares.



7- Telescópio Espacial Hubble: Foi colocado em órbita da Terra a 400 Kms de distância possibilitando observações astronômicas sem interferência da atmosfera terrestre.


8- Os telescópios "Gêmeos" Keck: Estão localizados a 4.150 metros no pico do monte Mauna Kea (Havaí). Tem sido ndispensáveis na detecção de planetas extrasolares.


9-Observatório Chandra de Raios-X: Pioneiro em várias observações na faixa do raio- X, incluindo a primeira observação de jatos de matéria em Sagitário A e o buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea.



10- Telescópio Espacial Spitzer: Último dos grandes observatórios espaciais da NASA, este observa na faixa do infravermelho.Permitiu Um grande avanço no conhecimento da origem e evolução de estrelas , e de outros sistemas solares.

Fonte:http://www2.uol.com.br/sciam/multimidia/dez_telescopios_que_mudaram_nossa_visao_sobre_o_universo.html

Sugestões de Leitura:

Telescopio:http://pt.wikipedia.org/wiki/Telesc%C3%B3pio

A Mais Fascinantes Imagens Obtidas Pelo Telescópio espacial Hubble:

http://www.observatorio.ufmg.br/hubble2.htm

Os Herschel: Uma Família de Músicos e a Sua Contribuição Para a Astronomia:

http://www.eca.usp.br/njr/voxscientiae/Tania_Pereira_Dominici_Willian_Herschel.htm

Spitzer Image Gallery:

http://gallery.spitzer.caltech.edu/Imagegallery/chron.php?cat=Astronomical_Images

[ ]´s

10 de ago de 2009

Animais Esquisitos!


Vejamos a seguir uma série de imagens de animais um pouco mais incomuns do que aqueles que costumamos ver:



"Ay-Ay" ( Daubentonia madagascariensis)


Társio (Tarsius syrichta)


Toupeira Nariz-de-Estrela (Condylura cristata)


Shoebil (Balaeniceps rex)


Macaco-Narigudo (Nasalis larvatus)


Carangueijo Yeti (Kiwa hirsuta)


Salamandra Axoloti (Ambystoma mexicanum)


"Blobfish" (Psychrolutes marcidus)


Fontes:
http://lumq.com/10/weirdest-animals-and-creatures-in-the-world/
http://www.livescience.com/imageoftheday/siod_050207.html


[ ]´s

8 de ago de 2009

Sugestão de Game


GunZ: The Duel é um excelente jogo de ação on line em terceira pessoa, no qual você cria o seu personagem e evolui conforme a sua performance no jogo, subindo de nível e ganhando dinheiro para incrementar o seu arsenal de armas, itens e outras utilidades. Confira uma "amostra gratis" no video abaixo:


video

Link para download:

http://www.baixaki.com.br/download/GunZ-The-Duel.htm

E fica aí a sugestão de um excelente game on line!

[ ]’ s

3 de ago de 2009

A Importância de se Divulgar a Ciência

" Se o conhecimento pode criar problemas, não é Através da ignorância que podemos solucioná-los" (Isaac Asimov)


Me lembro perfeitamente de uma de minhas primeiras aulas sobre ciências ainda na infância. Em uma classe de poucas crianças, a professora nos dava copinhos plásticos descartáveis, grâos de feijão e pedaços de algodão. Colocávamos o algodão de modo a forrar o fundo do copo plástico e em seguida dois ou três grâos de feijão eram postos sobre o algodão. algumas gotas de água posteriormente finalizariam o prodedimento.

Dentro de poucos dias tínhamos pequenos exemplares Phaseolus vulgaris (nome científico da planta do feijão preto comum). E essas plantinhas eram utilizadas como modelo para que pudéssemos receber as mais básicas noções sobre raízes, caules, folhas e do nascimento e desenvolvimento de um vegetal a partir de uma simples semente. Passam se os anos e gradativamente as escolas nos ensinavam um conteúdo um pouco mais aprofundado de Química, Física e de Biologia, três áreas das ciências de fundamental importância para o entendimento de como as coisas funcionam na natureza.

A Ciência é admirada e praticada por muitos, por outro lado, também é ignorada, mal interpretada e mal vista por uma quantidade incrivelmente grande de pessoas. Falando a respeito desta situação, gostaria de dar um enfoque em especial, ao que acontece, ou melhor, deixa de acontecer aqui no nosso Brasil, visto que podemos observar que o incentivo ao conhecimento científico e a divulgação da ciência no país estaria longe do que eu consideraria satisfatório.

Habito uma cidade onde infelizmente há um predomínio do que eu chamaria de "analfabetismo científico"; onde os cientistas são, muitas vezes, vistos visto como pessoas lunáticas, frias e secas e que devido a atividade de fazer ciência, perderam boa parte do seu sentimentalismo ou sensibilidade perante a vida. Sem dúvidas uma visão bastante estereotipada e que acredito estar "carimbada" nas mentes de indivíduos de diversas regiões do país e muito provável que seja devido a falta de informações e conhecimento a respeito, visto que na realidade , as coisas são bem diferentes.

Os cientistas em geral, não são pessoas insensíveis ou frias pelo fato de serem cientistas. São seres humanos com qualidades somadas a defeitos, assim como quaisquer outros seres humanos. Podem ser amorosos ou não, rudes ou não, orgulhosos ou não, pacíficos, ou não, carismáticos, sensíveis ou não, arrogantes ou não, e assim sucessivamente. São pessoas que amam, que se divertem, que ficam felizes ou se entristecem, que vão ao shopping fazer compras, que ficam as vezes presas no meio de um engarrafamento no trânsito, que cuidam do lar e dos filhos, etc. assim como QUALQUER outra pessoa. O diferencial, é que à essas pessoas, foi dado a responsabilidade da contribuição para a geração do conhecimento. Conhecimento este que deve ser utilizado para o bem estar geral e para o desenvolvimento crescente das sociedades.

A profissão de pesquisador, é também algo que as pessoas não costumam dar o devido valor, mas quantos seriam aqueles que param para refletir sobre o quanto de ciência existe nas nossas vidas cotidianas ? Pois bem, se dispomos de energia elétrica, foi devido ao desenvolvimento do conhecimento sobre a eletricidade desde Tales de Mileto na Grécia antiga, e que culminou com a utilização da mesma eletricidade como fonte de energia; Se temos vacinas para um grande número de doenças, agradeçam a Edward Jenner e o seu primeiro trabalho de Imunização contra a varíola, (figura abaixo e à direita) sendo esta o primeiro passo para a geração de imunização contra muitas outras enfermidades; Se hoje temos sofisticados eletrodomésticos, aparelhos de som, DVD players, videogames, computadores ou automóveis, tudo isso é resultado de aplicações do conhecimento científico que foi se refinando com o passar dos anos.

Além disso, há também as grandes conquistas na geração do conhecimento do homem. Atualmente sabemos que a Lei da gravidade que nos mantem presos ao solo é a mesma que dirige os movimentos dos planetas ao redor do Sol e em torno de seus próprios eixos; Sabemos que a Terra não é plana e muito menos representa o centro de todo o Universo; Sabemos que as plantas e algas utilizam a energia solar para converter o carbono do CO2 em alimento com liberação de oxigênio (O2) no processo; Sabemos que esse oxigênio é o gás que nos mantêm vivos, sendo necessário para diversas funções biológicas de nosso organismo e de outros.

Não é preciso ser cientista para poder apreciar os mais diversos eventos que ocorrem em nossa natureza e ficar encantado por saber um pouco sobre como esses eventos ocorrem. Não é preciso saber fórmulas complexas de substâncias químicas ou grandes equações matemáticas para se poder admirar o Universo de um modo mais científico. Há inúmeros fatores que reforçam a importância de adquirir e de incentivar o conhecimento científico. Ao conhecer um pouco mais sobre ciências podemos: Aprender a melhor nos prevenir das doenças que poderiam nos afetar; Aprendemos melhor sobre os medicamentos que ingerimos para combater essas mesmas doenças; Aprendemos a desenvolver métodos cada vez mais práticos para realizar as nossas atividades diárias; nos tornamos pessoas mais críticas para avaliar melhor as informações que nos são passadas; ficamos mais bem informados a respeito de alimentos que consumimos; aprendemos a fazer as coisas de modo a preservar o meio ambiente; aprendemos a respeitar mais a vida e o mundo em que vivemos.

Embora o conhecimento científico também possa ser usado para a destruição (Armas químicas, Biológicas ou nucleares), não é esse o seu dever, mas sim empurrar a humanidade para frente, pois a ciência é amor pela vida , a ciência é responsabilidade para com o nosso planeta; a ciência é descoberta. Uma verdadeira fonte de conhecimento que poderá sempre nos levar adiante rumo a nossa evolução.

[ ]´s


Cotas nas Universidades: Contra ou a Favor?


Todos os anos milhares de estudantes no Brasil passam por uma seleção que poderá definir o rumo de suas respectivas vidas: O vestibular! Um tipo de avaliação onde candidatos disputam determinados números de vagas para os cursos
de interesse de cada um. Um fato que chama a atenção, é que é principalmente nas instituições públicas de ensino superior onde essa competição costuma ser mais acirrada.

O sistema de cotas consiste em uma medida aderida por algumas universidades para que, de todas as vagas disponíveis, um percentual seja colocado à parte, para alunos provenientes de escolas da rede pública de ensino (onde teoricamente se encontram estudantes de baixo poder aquisitivo) para alunos negros, e uma pequena porcentagem para alunos deficientes ou de etnia indígena.Pessoalmente não concordo com o sistema de cotas e irei expor minhas razões enfatizando as cotas para alunos afro-brasileiros e estudantes que concluíram o ensino Fundamental básico e ensino médio em Escolas da rede pública, pois ambos os grupos cobririam 40% do total de vagas em uma universidade pública.

Primeiramente abordemos a questão da cota para os alunos de rede pública. Qual seria a diferença entre um candidato que prestará à seleção fora do sistemas de cotas e outro que durante a vida estudou em escola municipal, estadual ou federal? Talvez a nível de intelecto não haja diferença significativa, porém é provável (mas não necessáriamente certo) que o primeiro se encontre em uma posição econômica superior em relação ao segundo. Muitos justificariam dizendo vulgarmente que ricos tem condições de pagar Universidades particulares, pobres não. Porém o dinheiro não é uma justificativa para que seja concedido um certo privilégio aos menos favorecidos em uma seleção tão importante como o vestibular. Isso porque independente da situação financeira, um estudante de origem pobre pode possuir tantas chances de ser aprovado para ingressar na Universidade pública quanto aqueles que estudaram em luxuosas escolas particulares ( e realmente muitos possuem e em alguns casos até mesmo mais chances, sendo óbvio que a recíproca também pode ser verdadeira). Portanto, quais razões para que um grupo não pudesse disputar com o outro o mesmo número TOTAL de vagas?

Um outro problema, estaria mais relacionado com a precariedade na qual se encontram muitas instituições públicas em relação a recursos, estruturas, e condições de ensino. É dever do governo investir na educação pública de um país, dando melhores condições para que as crianças e adolescentes recebam uma educação dígna e de qualidade. Este problema não deve ser "empurrado" para as instituições de nível superior, e isso representa mais um ponto contra ao sistema de cotas, pois embora muitos estudantes de classe baixa que ingressam na Universidade possam ser bem sucedidos, haverá muitos outros que se encontrarão perdidos por não terem obtido uma boa base educacional nos anos anteriores tendo o seu aproveitamento afetado, podendo até mesmo, abandonar o curso que foi escolhido (e na verdade, não são poucos os que abandonam). Então qual das duas opcões seria o melhor investimento: O melhoramento da educação básica e média nas escolas públicas (que consequentemente renderiam bons resultados quando os alunos entrarem nas universidades) ou a criação de sistemas de cotas ?

A situação envolvendo as cotas para alunos de etnia afro-brasileira ao meu ver seria ainda mais absurda. Simplesmente por causa de apenas uma pergunta: Por que uma pessoa negra deveria ter um "tratamento" diferenciado das outras em relação ao número de vagas nas Universidades? Penso que negros e brancos possuem as mesmas qualidades para competirem com o objetivo de conquistar vagas nos cursos de uma Universidade. E um projeto de lei que estabelece cotas para estudantes negros nas instituições, na minha opinião chega a ser um desrespeito aos próprios estudantes pertencentes a tal etnia.

Eu ainda faria uma outra colocação outro, mas esta já seria mais de cunho pessoal. Vestibular é uma escolha séria, que exige responsabilidade. Deveríamos escolher sempre fazer algo por que gostamos ou temos interesse em seguir tal ramo e não como se fosse uma obrigação ou imposição por parte dos pais (por isso acho importante os pais incentivarem os filhos a fazerem as suas próprias escolhas e não escolher por eles). E se um aluno quiser mesmo passar no vestibular, com esforço e dedicação ele poderá conseguir e não será necessário o sistema de cotas para dar o "empurrãozinho". Ainda não sabemos quais seriam os possíveis efeitos da política que pretende abolir o vestibular como forma de ingressar no ensino superior, mas esperamos que seja uma iniciativa que traga bons resultados que de alguma forma contribuam para formar cada vez mais profissionais de alta qualificação.

[ ]´s

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget