Pesquisar este blog

Traduções

Visitas


Counter

Quem Sou Eu: Fabrício Siqueira

Minha foto
Nascido na cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no norte do estado do Rio de Janeiro. Biólogo, Astrônomo amador e autodidata em diversas áreas de conhecimento.

Email:

  • Meu email: phoenixfabricio07@gmail.com

Parceiros

Parceria



Notas do Autor

* O conteúdo dos textos postados nesta página estará sempre sujeito à revisões visando possíveis atualizações a respeito de cada tema postado. Modificações nos textos poderão também ocorrer caso haja a necessidade de corrigir erros que porventura possam estar contidos nas informações aqui publicadas.

* Caso o leitor queira tirar dúvidas ou queira maiores esclarescimentos em relação ao conteúdo das postagens, o espaço de comentários poderá ser utilizado também para este fim .

* Este Blog foi criado visando atingir um público leigo e mediano no que se refere ao conhecimento científico-filosófico e, portanto, informações complexas e detalhadas a respeito de cada tema estão além do escopo desta página. Ao final de muitas postagens são citadas referências e outras fontes para aqueles que buscam um maior aprofundamento em relação ao assunto que está sendo abordado.

* Certas imagens ou vídeos postados nesta página da web poderão conter elementos fortes e inapropriados para algumas pessoas.

3 de ago de 2009

A Importância de se Divulgar a Ciência

" Se o conhecimento pode criar problemas, não é Através da ignorância que podemos solucioná-los" (Isaac Asimov)


Me lembro perfeitamente de uma de minhas primeiras aulas sobre ciências ainda na infância. Em uma classe de poucas crianças, a professora nos dava copinhos plásticos descartáveis, grâos de feijão e pedaços de algodão. Colocávamos o algodão de modo a forrar o fundo do copo plástico e em seguida dois ou três grâos de feijão eram postos sobre o algodão. algumas gotas de água posteriormente finalizariam o prodedimento.

Dentro de poucos dias tínhamos pequenos exemplares Phaseolus vulgaris (nome científico da planta do feijão preto comum). E essas plantinhas eram utilizadas como modelo para que pudéssemos receber as mais básicas noções sobre raízes, caules, folhas e do nascimento e desenvolvimento de um vegetal a partir de uma simples semente. Passam se os anos e gradativamente as escolas nos ensinavam um conteúdo um pouco mais aprofundado de Química, Física e de Biologia, três áreas das ciências de fundamental importância para o entendimento de como as coisas funcionam na natureza.

A Ciência é admirada e praticada por muitos, por outro lado, também é ignorada, mal interpretada e mal vista por uma quantidade incrivelmente grande de pessoas. Falando a respeito desta situação, gostaria de dar um enfoque em especial, ao que acontece, ou melhor, deixa de acontecer aqui no nosso Brasil, visto que podemos observar que o incentivo ao conhecimento científico e a divulgação da ciência no país estaria longe do que eu consideraria satisfatório.

Habito uma cidade onde infelizmente há um predomínio do que eu chamaria de "analfabetismo científico"; onde os cientistas são, muitas vezes, vistos visto como pessoas lunáticas, frias e secas e que devido a atividade de fazer ciência, perderam boa parte do seu sentimentalismo ou sensibilidade perante a vida. Sem dúvidas uma visão bastante estereotipada e que acredito estar "carimbada" nas mentes de indivíduos de diversas regiões do país e muito provável que seja devido a falta de informações e conhecimento a respeito, visto que na realidade , as coisas são bem diferentes.

Os cientistas em geral, não são pessoas insensíveis ou frias pelo fato de serem cientistas. São seres humanos com qualidades somadas a defeitos, assim como quaisquer outros seres humanos. Podem ser amorosos ou não, rudes ou não, orgulhosos ou não, pacíficos, ou não, carismáticos, sensíveis ou não, arrogantes ou não, e assim sucessivamente. São pessoas que amam, que se divertem, que ficam felizes ou se entristecem, que vão ao shopping fazer compras, que ficam as vezes presas no meio de um engarrafamento no trânsito, que cuidam do lar e dos filhos, etc. assim como QUALQUER outra pessoa. O diferencial, é que à essas pessoas, foi dado a responsabilidade da contribuição para a geração do conhecimento. Conhecimento este que deve ser utilizado para o bem estar geral e para o desenvolvimento crescente das sociedades.

A profissão de pesquisador, é também algo que as pessoas não costumam dar o devido valor, mas quantos seriam aqueles que param para refletir sobre o quanto de ciência existe nas nossas vidas cotidianas ? Pois bem, se dispomos de energia elétrica, foi devido ao desenvolvimento do conhecimento sobre a eletricidade desde Tales de Mileto na Grécia antiga, e que culminou com a utilização da mesma eletricidade como fonte de energia; Se temos vacinas para um grande número de doenças, agradeçam a Edward Jenner e o seu primeiro trabalho de Imunização contra a varíola, (figura abaixo e à direita) sendo esta o primeiro passo para a geração de imunização contra muitas outras enfermidades; Se hoje temos sofisticados eletrodomésticos, aparelhos de som, DVD players, videogames, computadores ou automóveis, tudo isso é resultado de aplicações do conhecimento científico que foi se refinando com o passar dos anos.

Além disso, há também as grandes conquistas na geração do conhecimento do homem. Atualmente sabemos que a Lei da gravidade que nos mantem presos ao solo é a mesma que dirige os movimentos dos planetas ao redor do Sol e em torno de seus próprios eixos; Sabemos que a Terra não é plana e muito menos representa o centro de todo o Universo; Sabemos que as plantas e algas utilizam a energia solar para converter o carbono do CO2 em alimento com liberação de oxigênio (O2) no processo; Sabemos que esse oxigênio é o gás que nos mantêm vivos, sendo necessário para diversas funções biológicas de nosso organismo e de outros.

Não é preciso ser cientista para poder apreciar os mais diversos eventos que ocorrem em nossa natureza e ficar encantado por saber um pouco sobre como esses eventos ocorrem. Não é preciso saber fórmulas complexas de substâncias químicas ou grandes equações matemáticas para se poder admirar o Universo de um modo mais científico. Há inúmeros fatores que reforçam a importância de adquirir e de incentivar o conhecimento científico. Ao conhecer um pouco mais sobre ciências podemos: Aprender a melhor nos prevenir das doenças que poderiam nos afetar; Aprendemos melhor sobre os medicamentos que ingerimos para combater essas mesmas doenças; Aprendemos a desenvolver métodos cada vez mais práticos para realizar as nossas atividades diárias; nos tornamos pessoas mais críticas para avaliar melhor as informações que nos são passadas; ficamos mais bem informados a respeito de alimentos que consumimos; aprendemos a fazer as coisas de modo a preservar o meio ambiente; aprendemos a respeitar mais a vida e o mundo em que vivemos.

Embora o conhecimento científico também possa ser usado para a destruição (Armas químicas, Biológicas ou nucleares), não é esse o seu dever, mas sim empurrar a humanidade para frente, pois a ciência é amor pela vida , a ciência é responsabilidade para com o nosso planeta; a ciência é descoberta. Uma verdadeira fonte de conhecimento que poderá sempre nos levar adiante rumo a nossa evolução.

[ ]´s


Um comentário:

  1. Bem observado. No Brasil existe uma vasta biodiversidade pronta para ser estuda. Mas, para isso é necessário que os governos se interessem pela ciência e invista nela. Só assim conseguiremos controlar as epidemias entre outras mazelas.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget