Pesquisar este blog

Traduções

Visitas


Counter

Quem Sou Eu: Fabrício Siqueira

Minha foto
Nascido na cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no norte do estado do Rio de Janeiro. Biólogo, Astrônomo amador e autodidata em diversas áreas de conhecimento.

Email:

  • Meu email: phoenixfabricio07@gmail.com

Parceiros

Parceria



Notas do Autor

* O conteúdo dos textos postados nesta página estará sempre sujeito à revisões visando possíveis atualizações a respeito de cada tema postado. Modificações nos textos poderão também ocorrer caso haja a necessidade de corrigir erros que porventura possam estar contidos nas informações aqui publicadas.

* Caso o leitor queira tirar dúvidas ou queira maiores esclarescimentos em relação ao conteúdo das postagens, o espaço de comentários poderá ser utilizado também para este fim .

* Este Blog foi criado visando atingir um público leigo e mediano no que se refere ao conhecimento científico-filosófico e, portanto, informações complexas e detalhadas a respeito de cada tema estão além do escopo desta página. Ao final de muitas postagens são citadas referências e outras fontes para aqueles que buscam um maior aprofundamento em relação ao assunto que está sendo abordado.

* Certas imagens ou vídeos postados nesta página da web poderão conter elementos fortes e inapropriados para algumas pessoas.

3 de jan de 2010

Diferentes Pessoas, Diferentes Pontos de Vista...

“O que os objetos são, em si mesmos, fora da maneira como a nossa sensibilidade os recebe, permanece totalmente desconhecido para nós. Não conhecemos coisa alguma a não ser o nosso modo de perceber tais objetos – um modo que nos é peculiar e não necessariamente compartilhado por todos os seres...” (Kant)

Se olhamos para uma simples parede pintada de vermelho e perguntamos a uma pessoa que está ao nosso lado qual a cor da parede (partindo do pressuposto de que esta pessoa não tenha algum problema com a visão) , obviamente ela responderia que a parede possui a cor avermelhada. Porém há algo que não é possível saber: Se a tonalidade de vermelho que chegam aos nossos olhos seria exatamente a mesma que é vista pela outra pessoa.Em outras palavras , cada sensação, seja de cor, odores, tato , audição ou paladar pode ser percebida e interpretada pelo aparato cerebral diferentes modos, com ligeiras variações de pessoa para pessoa.

Cada ser humano é uma individualidade ÚNICA, um universo único, um conjunto de pensamentos em particular. As pessoas escolhem que tipo de carreira querem seguir, que roupa usar, qual carro ou apartamento comprar e principalmente, qual a filosofia de vida seguir.

Encontramos pessoas que se comportam como se fossem superiores as outras, talvez devido à grande conquista material que obtiveram ou talvez pela bagagem de conhecimento que trazem consigo, acendendo a chama da vaidade e do orgulho, classificando os demais como meros ignorantes. As próprias discordâncias de opiniões encoraja os humanos a se sentirem portadores da verdade, e além do mais, sabemos o quanto é difícil lidar com pessoas que estão convencidas de suas idéias. Se, por exemplo, temos opiniões formadas sobre a política brasileira ou sobre os potenciais efeitos do aquecimento global a longo prazo, logo queremos transformá-las em "verdades" que deveriam ser aceitas com unanimidade. A partir de então não admitimos a possibilidade de estarmos enganados poderemos apresentar uma certa tendência desconsiderar a opinião de outras pessoas (que poderiam estar certas, quem sabe?). Uma vez li o seguinte trecho em uma obra de Francisco do Espírito Santo Neto entitulada "Os Prazeres da Alma":

" Nenhuma criatura sobre a face da Terra possui a compreensão de toda a verdade. As vezes nos comportamos como se fôssemos "guardiões da verdade absoluta",mas o fato é q cada um de nós possui apenas uma diminuta parte dela. A natureza do ser benevolente não julga nada e nem nomeia ninguem de "normal" ou "anormal"; simplesmente analisa os fatos com imparcialidade e considera os indivíduos como portadores de diferentes filtros mentais,ou melhor, admite que cada um percebe, seleciona, separa ou retem o q ue para si é essencial ou desejado,segundo o seu modelo de vida.

Na natureza nada é imobilizado,tudo faz parte de um progresso constante. No mundo em que vivemos, a verdade é relativa pois está em permenente mutação. Muitas vezes partimos do falso pressuposto de que todos buscam adquirir o que desejamos ou reagem exatamente como nós.Nossa carência não é igual a dos outros e aquilo q nos provoca entusiasmo,anseio, medo ou insegurança pode não ter nenhuma repercussão sobre outrem.

Por exemplo: 3 pessoas olham lados distintos de um prisma; dependendo do ângulo do qual elas o obsevam, poderão ver cores diferentes(...)Quando a pessoa que observa o lado amarelo insiste em dizer que o prisma é incontestavelmente amarelo, induz as outras, que consideram os lados opostos a não concordar,pois estão cada uma delas vendo cores diferentes. É óbvio que todas tem um fragmento da verdade,mas como não abrem mão de possuir a verdade total,entram em discórdias e discussões."


Opiniões, valores intelectuais e morais, crenças ou descrenças, todos fazem parte dos nossos pensamentos e sentimentos mais íntimos. Como pessoas diferentes, também temos pontos de vistas diferentes e cada um retém para sí o que lhe parece conveniente, de acordo com a maneira que temos de enxergar o Universo e a vida. O que temos que entender é que ainda conhecemos pouco a respeito do Universo e da vida. Isto pode parecer estranho para muitos, principalmente aqueles que consideram que na atualidade o homem já alcançou conhecimento o suficiente para julgar o que seja realidade ou ilusão. A verdade é que séculos a frente todos nós seremos lembrados como medievais pelos povos futuros (isso supondo que teremos humanidade em séculos futuros). Do mesmo modo que a ciência de alguns séculos atrás hoje é vista como ultrapassada. Imaginem quantos mistérios ainda se escondem de todos os nossos atuais meios de adquirir conhecimento!

Nós , humanos, não devemos nos comportar como seres arrogantes , "perfeitos" conhecedores da realidade, pois a mesma se apresenta de diferentes maneiras para diferentes pessoas. E o que o Universo é, em essência pode ser desconhecido. O que é conhecido é aquilo que o nosso modo de percepção é capaz de captar dentro de nossas limitações.

[ ]´s

2 comentários:

  1. Acontece porem que nós seres humanos não estamos destacados do Universo. Estamos nele, e somos modos pelo qual ele percebe a si mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Sim, não somos seres a parte em relação ao Universo. A nossa maneira de compreendê-lo é que varia de acordo com as diferentes visões de cada ser. A questão é: Existe uma maneira correta de compreendermos o Universo? Se existe, ela seria privilégio de algum grupo restrito ou todos nós carregamos um mísero fragmento a cerca da reealidade do Universo?

    Sempre buscamos por respostas a esse tipo de questão, mas o homem em sua arrogância não abre mão de querer q a verdade esteja de acordo com a sua visão, quando na verdade muito ainda temos que conhecer a respeito do mundo, da vida e principalmente, a respeito de nós mesmos! ;)

    [ ]´s

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget